ANVISA: Empresas autuadas têm produtos fora de circulação

ANVISA: Empresas autuadas têm produtos fora de circulação

A necessidade de uma Consultoria Alimentar é cada vez mais urgente no mercado. Empresas autuadas têm produtos fora de circulação e perdem credibilidade no mercado. Leia:

por Consultoria Alimentar

Diversas empresas sofrem autuações surpresa da ANVISA a todo instante. Empresas autuadas têm produtos fora de circulação e serviços suspensos.

Muitos empresários fazem vistas grossas às necessidades de manterem um processo rígido de limpeza, boas práticas e treinamentos constantes.

Como se isso fosse um investimento desnecessário.

Empresas autuadas têm produtos fora de circulação

Quando se investe em boas práticas e treinamentos na indústria de alimentos, garante-se sua permanência no mercado e seu crescimento.

Garante-se, por exemplo, que a mesma poderá funcionar de portas abertas, sem o risco de publicidade negativa ou de interdição.

Empresas autuadas têm produtos fora de circulação e serviços suspensos. Afinal, quem aceitaria correr o risco de se intoxicar?

Casos de interdição

Não faz muito tempo, uma empresa de Minas Gerais que produzia Pimenta do Reino moída, foi autuada pela Anvisa.

A empresa foi obrigada a retirar um lote de circulação no mercado, devido a fragmentos de insetos encontrados no produto.

Também foram encontrados em meio à pimenta, pelos de roedores.

Tudo isso foi possível identificar, graças à uma pesquisa macroscópica de matérias estranhas, feita pelos fiscais da Agência.

Impactos da Autuação da ANVISA no seu negócio

A cada autuação deste tipo, a publicidade negativa em torno do negócio se torna grandiosa e fora de controle.

Nestes casos, a medida é publicada no Diário Oficial da União, apresentando o nome da empresa, ramo e  localização.

A pergunta que fica: se é um produto que você consome, seria possível continuar comprando a mesma marca?

Casos semelhantes de autuação

O mesmo ocorreu com uma empresa que produzia palmito de açaí em conserva.

De acordo com laudo emitido pela Fundação responsável, no caso, a Ezequiel Dias (Funed) de Minas Gerais, “o lote do alimento em questão apresentou resultados insatisfatórios nos testes de incubação e análise de rotulagem”.

Ou seja, a empresa não comprovou a qualidade do alimento e tão pouco mostrou suas informações nutricionais.

Foi impossível até apresentar uma contraprova, o que implicou na autuação e retirada imediata do lote dos supermercados.

Prejuízo financeiro e desgaste da imagem, pois o produto se torna rejeitado pelos consumidores.

Estas autuações ocorrem o tempo inteiro. Nenhuma empresas está livre disto.

Não corra esse risco!

A Consultoria Alimentar está à sua disposição para lhe orientar quanto as mudanças necessárias, os treinamentos urgentes e o acompanhamento.

Entre em contato: 11 99228-8515 (What’sApp).